Morreu Laura Ferreira dos Santos, fundadora do movimento Direito a Morrer com Dignidade

Captura de ecrã 2016-12-17, às 12.55.48.png

É com profundo desgosto que comunicamos a morte da professora Laura Ferreira dos Santos, no passado dia 16, em sua casa.

A professora Laura Ferreira dos Santos era licenciada em Filosofia pela Universidade Católica e doutorada em Filosofia da Educação pela Universidade do Minho, onde lecionava como professora associada. 

A professora Laura Ferreira dos Santos dedicou grande parte da sua vida cívica e académica à reflexão, investigação e intervenção em torno das problemáticas do fim de vida. Em 2009 publica “Ajudas-me  a morrer? A morte assistida na cultura ocidental do século XXI”, edição que constitui uma referência insubstituível na abordagem e estudo da morte assistida, o mais completo e sistematizado trabalho editado por autor português sobre a eutanásia e o suicídio medicamente assistido. Mais tarde, publicou “Testamento Vital, o que é? Como elaborá-lo?”, obra que deu um significativo impulso e um contibuto determinante para, mais tarde, a Assembleia da República aprovar a lei do Testamento Vital. 

A professora Laura Ferreira dos Santos foi, em Portugal, pioneira da defesa da despenalização da  eutanásia, dentro e fora da Universidade, tendo contribuído para a sua discussão de forma elevada, conhecedora, empenhada e convicta, quer na comunicação social, quer na sociedade, através de centenas de artigos de opinião    escrevia com regularidade no jornal Público – e da sua participação nos mais variados espaços de debate para os quais era frequentemente solicitada.

Em 14 de novembro de 2015, juntamente com o médico João Ribeiro Santos, entretanto falecido, promove no Porto a reunião que decide constituir o movimento cívico Direito a Morrer com Dignidade, cuja primeira acção é o lançamento do Manifesto pela despenalização da morte assistida, que viria a ser subcrito por 100 figuras públicas e a dar origem à Petição dirigida à Assembleia da República com o mesmo objectivo, por mais de oito mil subscritores, cuja discussão está para muito breve.

A dedicação, generosidade e humanidade que Laura Ferreira dos Santos introduzia e transmitia no seu desempenho cívico em defesa da despenalização da morte assistida fazem dela credora de toda a gratidão, estima e admiração do nosso movimento e de todos aqueles que, tal como a Laura, se batem pela tolerância perante a diferença e o respeito pela autodeterminação e os direitos humanos.

Ao marido, restante família e amigos da Laura, apresentamos as nossas mais sinceras condolências e damos testemunho da nossa sentida solidariedade pessoal.

O movimento Direito a Morrer com Dignidade

Anúncios

Um pensamento sobre “Morreu Laura Ferreira dos Santos, fundadora do movimento Direito a Morrer com Dignidade

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s