“Sim, defendo a eutanásia e matei quatro pessoas”

Reportagem de Lucília Galha, Revista Sábado, 10.12.2015 

ProvaCorSABADO1_ProvaCorSABADO

A eutanásia pressupõe que um médico ponha fim à vida de uma pessoa na sequência de um pedido. Em Portugal, a morte assistida é crime. O Código Penal prevê uma pena de prisão até três anos para quem o fizer.

Embora estabeleça que os médicos devem respeitar a dignidade do doente no fim da vida e atenuar o seu sofrimento, o Código Deontológico diz que a estes profissionais de saúde “é vedada a ajuda ao suicídio, a eutanásia e a distanásia”.

Esta é a história, na primeira pessoa, de um médico que praticou eutanásia quatro vezes e que já tem a sua própria morte planeada. Apesar de ter antecipado várias mortes, este homem acredita que na sua carreira fez muito mais pela vida.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s